18
Jul
14

Please don’t take my baby

 

Please Don’t Take My Baby, de Cathy Glass

I’d never fostered a pregnant teenager before – they were usually looked after by specialist ‘mother and baby’ carers. However, none was free when Jade (aged seventeen) was thrown out by her mother and made homeless. I agreed to look after Jade for a couple of weeks until a mother and baby carer could be found.
As soon as Jade arrived her behaviour made me very worried. Despite being pregnant she stayed out late at night, drank heavily and smoked. She also got into trouble with the police. I tried talking to her about her behaviour but it did little good. I knew the social services were monitoring her to see if she was capable of looking after her baby, and as I feared they didn’t think she was. Proceedings were started to take Jade’s baby from her and place her for adoption. Jade and I were devastated. I knew Jade loved her baby but she couldn’t look after her and it seemed there was nothing I could do to help.
England has the highest teenage pregnancy rate in the developed world and while this is the story of one of those teenagers – Jade – it could also sadly be the story of many.

Uma vez mais um resumo em inglês, já que o livro não existe ainda em português…

Foi dos livros dela, que já li que me frustou mais. A verdede é que como ela diz, adolescentes não são as crianças que ela custuma ter e por isso para mim certas decisões foram incorrectas. Faz-me pensar muito no que se avizinha com o meu filho mais velho, se bem que ele não vai estar grávido, vai ter sem dúvida comportamentos de adolescente muito bem espelhados aqui…

Foi um livro pelo qual não contava com o final obtido e que me fez feliz. Foi um livro que me fez ir ao site da autora, ver o que foi que aconteceu passados tantos anos ás crianças que ela acolheu. Sim ela no final de cada história conta o que foi sabendo das cianças ao longo dos anos, mas isso até à data em que o livro foi escrito. No site temos a informação actualizada à data!

Advertisements

1 Response to “Please don’t take my baby”


  1. 23 de Julho de 2014 às 2:57 pm

    Imagino que seja um livro que impressione qualquer mãe,… A adolescência é uma fase “tramada” e muitas das opções tomadas podem ter consequências graves no futuro dos nossos filhos. A única coisa que podemos fazer é sermos sempre Amigas além de Mães e manter sempre um diálogo franco com eles.
    Beijinhos


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


Encomendas

Caso pretendam alguma peça tricotada por mim, é só entrar em contacto através do email (mamamartinho@gmail.com) com a informação do que pretendem, que eu irei responder.

Escreve o teu endereço de e-mail para seguir este blog e receber as notificações de novos posts por e-mail.

Junte-se a 515 outros seguidores

Categorias

Arquivos

Mamã Martinho


%d bloggers like this: