Archive for the 'Comida' Category

24
Abr
17

Croquetes de Tofú

Ora bem, já hà muito que aqui não falava de comida, mas a verdade é que existe tanta informação por ai, que sinto que estou a “copiar” algo de alguém.  No entanto quando fiz estes croquetes, e foram completamente da minha autoria decidi escrever até porque é algo que não encontrei ainda como receita e porque o tema Tofú para quem não é vegetariano como eu, deixa-nos de pé atrás.

Mas fazendo uma introdução a este alimento e como tem entrado cá em casa. Aqui os adultos são pessoas muito curiosas com a alimentação e gostamos imenso de variar, o que já não acontece com os mais novos… Num destes anos e tendo sempre dificuldade em fazer algo diferente na altura da quaresma, eis que encontro no ALDI uma embalagem com 2 pedaços de tofú a um preço super económico. Comprei para pensar o que fazer com eles. Percebi que a textura me fazia lembrar a carne de peru picada e dai surgiu a inspiração. As várias receitas que fiz após isso foram sempre com a mesma base, esfarelar o tufú e usá-lo numa bolonesa. A bolonesa depois podia ser com esparguete, ou ser utilizada em empadão. A verdade é que foi um sucesso cá em casa! Os miudos já não estranham haver tufú à refeição (claro que da forma que falei). Experimentem, fica mesmo bom!

Croquetes de tofu//embedr.flickr.com/assets/client-code.js

Mas nisto lá tentei eu mais uma vez inventar e pensei porque não uns croquetes? Bem, estes não ficaram 100% aprovados cá em casa, já que houve um dos miudos que não apreciou muito, ou seja não estava mal de todo, mas por ele não repetia. Já o resto da população achou muito bom.

Do ponto de vista económico, é sem dúvida uma receita a repetir pois fica mesmo muito económico.  E aqui vai a receita para quem quiser se aventurar! Esta receita deu para 28 unidades.

Ingredientes:

  • Tofú (400 gr);
  • Oregãos, tomilho, alho em pó e sal q.b.;
  • Azeite (um fio);
  • 1 dente de alho picado;
  • 1 cebola picada;
  • 1 folha de louro;
  • 120 gr de farinha;
  • 3 dl de leite quente;
  • 2 ovos pequenos batidos;
  • pão ralado ou mandioca e ovo para panar

Modo de preparação

Desfazer o tofu com os dedos e temperar com oregãos, tomilho, alho em pó e sal.

Levar ao lume o alho e a cebola picada num fio de azeite, com a folha de louro e deixar alourar. Jantar a farinha até que ligue e depois o leite. Mexer até que se descole do fundo. Adiciona-se o preparado de tofú e deixa-se cozinhar por uns 2 minutos. Retira-se do lume e deixa-se arrefecer um pouco antes de juntar os ovos. Moldam-se os croquetes e passam-se por ovo e depois por pão ralado ou mandioca.

Nesta altura ou se congelam os mesmo ou fritam-se em óleo bem quente.

25
Ago
14

6 anos

Pois é, o meu pequeno do meio já fez 6 aninhos, como o tempo passa rápido… como vem sendo habitual cá por casa, o bolo foi caseiro e por isso lá tive eu de puxar pela imaginação para lhe fazer algo que o agradece.

Este cumpriu o prometido! Um simples bolo, coberto com bolacha digestiva esmagada e bolinhas de chocolate com caramelo ligeiramente partidas!

Bolo

Gostam?

05
Jun
14

O meu bolo de aniversário

À semelhança dos anteriores aniversários o meu bolo também foi diferente… E uma vez mais não foi feito de ovos e farinha!

IMG_7638

Tivemos uma bela panacota coberta com umas framboesas fenomenais vindas da Baga Pontopt e rodeada de kitkats!

IMG_7639

Mas como existe um intolerante à lactose, houve ainda uns cup cakes de framboesa com corbertura de chocolate feitos especialmente para ele!

IMG_7640

Aproveito para agradecer uma vez mais a todos os que me desejaram os parabéns, quer por telefone, quer pessoalmente, através do blog e do facebook!

28
Abr
14

Candy Crash Bolo

Como vem sido habitual nos ultimos anos, gostamos de ser nós a fazer os bolos de aniversário cá de casa e também de sermos originais! Este ano, esse foi sem dúvida o lema para o bolo de aniversário do Luis!

Ora sendo ele um fã do jogo Candy Crash decidimos fazer um bolo alusivo ao tema, e aproveitando o mesmo, não com farinha e ovos, mas com gelatina!!!!

Bolo2

A receita está aqui, para quem quizer, mas se optarem por um bolo tradicional também o podem fazer ás camadas usando os corantes alimentares.

No topo, para criar o efeito do jogo utilizamos frutas (também havia os chocolates e as bolas que fiz em chocolate com pintinhas, mas esquecemo-nos de os colocar…), morangos para as peças vermelhas, manga para as peças amarelas (não era muito madura), papaia para as peças laranjas, kiwis para as peças verdes, mirtrilos para as peças azuis e amoras pretas para as peças roxas.

bolo

Bem só posso dizer que apesar de ter feito um tabuleiro enorme de bolo (normalmente sobraria imenso, se fosse o tradicional), não sobrou nada!!! Ha e o tipico “quero uma fatia pequena” também não se ouviu!

23
Dez
13

Cabazes

Este ano, decidimos que ofereciamos algo ed diferente aos familiares. Sim, para mim o natal tem de envolver prendas, mesmo que não compradas, pelo menos feitas pro nós.

E então houve vários elementos que foram feitos ao longo destes meses, e que foram sendo distribuidos para as pessoas que para nós são importantes. Alguns tiveram umas coisas, outros só uma, mas houve para todos!
Cabaz

E o que houve foi, doces de amora silvestres, apanhadas na minha terra no final do verão. Um licor creme de chocolate e baunilha, recita no Pantagruel, bolachinhas de flocos de aveia, também do Pantagruel e um pão caseiro (não consta da foto, já que só foi feito no dia 24) integral.

Aproveitamos alguns cestos de feltro que encontramos e ainda frasquinhos de vidro, e canecas de natal para embrulhar.

15
Jul
13

bolo aromatizado de pistachos e claras

Sei que não costumo aqui divulgar muito sobre comida, apesar de este ser um dos meus grandes prazeres, no entanto não me sinto bem em publicar receitas criadas por outras pessoas. No entanto desta vez o caso é diferente, já que é uma receita da minha autoria. Ora vamos lá a explicar como surgiu.

O tempo por aqui tem estado quente, e por isso congelei umas 3 claras que tinha cá por casa a aguardar melhor altura para ligar o forno. E assim foi, o tempo arrefeceu um pouco e puz-me a pensar em fazer um bolo. Nisto olho para a despensa e vejo um resto de pistachos que tinha e lembrei-me de uma altura em que fiz um bolo com miolo de avelâs que adorei pela textura que tinha. Nisto surgiu o bolo de claras e pistachos, no qual usei uma receita base de bolo de claras alterando para puder usar os meus ingredientes! Por fim ainda o aromatizei com anís estrelado, o que deixou um travo adocicado e um cheirinho fenomenal cá em casa!

Bolo aromatizado de pistachos e claras

Agora vamos á receita:

Ingredientes:

25o gr de açúcar

225 gr de farinha e pistachos moidos (não sei a quantidade de pistachos que tinha, mas o que me interessava era ter uma mistura com esta quantidade, por isso juntei farinha aos pistachos até ter a dose certa)

1 colher de chá de fermento em pó

3 claras

4 ovos

115 gr de margarina de culinária

1 pitada de sal

1 flor de anís estrelado

A receita:

Antes de passar á receita, fica aqui umas notas introdutórias importantes:

Os pistachos depois de descascados, foram esmagados com o almofariz até que ficaram num pó bem fino. Ainda os passei por uma rede para garantir que não ficavam pedaços grandes, mas no final vendo que o que estava na rede era fino, juntei ao restante.

A flor de anís passou pelo mesmo processo, foi muito bem esmagada no almofariz até resultar num pó fino.

Primeiro comecei por juntar numa tigela a farinha com os pistachos, o açucar, o fermento e aflor de anís, e misturei bem. Numa outra tigela coloquei as gemas de ovos e juntei-lhe a manteiga derretida, mexendo sempre.

Após este processo abri uma cova no preparado seco e juntei-lhe os ovos e a manteiga e misturei até ter uma “bola” de massa uniforme.

À parte bati as 7 claras em castelo com uma pitada de sal e por fim juntei ao preparado anterior. Envolvi as claras com a massa até estar tudo bem ligado. Levei ao forno numa forma de silicone (assim evito de untar formas!), a 180 º até que o palito saiu seco!

Esta massa eu dividi em 2 formas e deu dois bolos normais. Caso fizesse tudo numa forma teria de ser uma forma grande já que o bolo seria grande.

09
Jun
13

Bolos de aniversário

Este ano, temos apostado nos bolos de aniversário caseiro! Uns mais tradicionais e outros mais originais, mas sempre saborosos!!!

O primeiro, foi o do Luis, um bolo mais tradicional e feito em casa por mim. Comprei 2 preparados de bolos, um de chocolate e o outro de amêndoa e fiz 2 bolos redondos. Aparei os topos para que ficasse certinho, e coloquei entre eles ananás partido aos pedaços e um pouco de sumo de ananás para que não ficasse tão seco.
Depois cobri o bolo com um merengue (claras em castelo com açucar) e tinha ideia de o queimar com o maçarico, para que ficasse uniforme em termos de cor, mas não tinha gás… por isso levei ao forno (a 50º) e ficou apenas com o topo castanhinho!

bolo

O segundo foi para os anos do Fábio, para a sua festa com os amigos (a dos familiares foi com um bolo de compra) em que fizemos uns “chupas” de bolo. Na minha opnião ficaram muito grande e por isso um pouco enjoativos. A ideia partiu de uma série de culinária que dá no Sic Mulher da Lorraine Pascale. É uma receita super simples que consiste em triturar bolachas oreo, depois juntar uma colher de tulicreme (ou similar) até que se forme uma bola (a dose de tulicreme deve ser ajustada á dose de bolachas que se usa). Depois formam-se bolas. Leva-se ao frigorifico para que fiquem rijas. Entertanto derrete-se chocolate branco e molha-se um pau de espetada no chocolate e coloca-se na bola. Nesta fase, depois de ter espetado os paus, levei as bolas ao congelador por pelo menos 15 minutos. Isto ajudou a que as bolas quando fossem mergulhadas no chocolate de seguida ficassem mais rapidamente secas e não ficasse a escorrer chocolate. Como falei mergulha-se as bolas no chocolate e depois passa-se por bolinhas e açucar ou algo para cobrir a gosto.

Bolo

Por fim o último bolo até à data, foi o do meu aniversário! Mais uma vez uma receita dela! Desta vez encontrei na net quem já tenha descrito como se faz e por isso podem ver aqui. Usei uma torta de baunilha e um sorvet de tangerina e limão. Ainda “molhei” a torta com martini Bianco, usando um pincel, pois achei que ficava melhor com os sabores que escolhi.
Bolo torta

Ficou divinal! Não sobrou uma migalha, e se houvesse mais mais se tinha comido!
Bolo torta




Encomendas

Caso pretendam alguma peça tricotada por mim, é só entrar em contacto através do email (mamamartinho@gmail.com) com a informação do que pretendem, que eu irei responder.

Escreve o teu endereço de e-mail para seguir este blog e receber as notificações de novos posts por e-mail.

Junte-se a 517 outros seguidores

Categorias

Arquivos