Archive for the 'O que já li' Category

20
Set
17

O Palácio da Meia

O Palácio da Meia-Noite, de Carlos Ruiz Zafón

No coração de Calcutá esconde-se um obscuro mistério…
Um comboio em chamas atravessa a cidade. Um espectro de fogo semeia o terror nas sombras da noite. Mas isso não é mais do que o princípio. Numa noite obscura, um tenente inglês luta para salvar a vida a dois bebés de uma ameaça impensável. Apesar das insuportáveis chuvas da monção e do terror que o assedia a cada esquina, o jovem britânico consegue pô-los a salvo, mas que preço irá pagar? A perda da sua vida. Anos mais tarde, na véspera de fazer dezasseis anos, Ben, Sheere e os amigos terão de enfrentar o mais terrível e mortífero mistério da história da cidade dos palácios.

Li este livro, pois seria o segundo de uma triologia para o qual já tinha lido o primeiro, “O Principe da Nebelina”. Ora pensava eu que seria uma continuação, mas não tem ligação nenhuma, a não ser pelo tipo de história.
Por isso caso o considere como um livro único sem ligação a mais nenhum, é um bom livro, fácil de ler, um pouco juvenil e com uma história virada para o fantástico.

Nisto irei ler o terceiro, mas desta vez sem esperar nenhuma ligação e apenas por gostar deste tipo de livros e escrita.

Anúncios
14
Set
17

Dead Souls

Dead Souls, de Angela Marsons

The truth was dead and buried…until now.
When a collection of human bones is unearthed during a routine archaeological dig, a Black Country field suddenly becomes a complex crime scene for Detective Kim Stone.
As the bones are sorted, it becomes clear that the grave contains more than one victim. The bodies hint at unimaginable horror, bearing the markings of bullet holes and animal traps.
Forced to work alongside Detective Travis, with whom she shares a troubled past, Kim begins to uncover a dark secretive relationship between the families who own the land in which the bodies were found.
But while Kim is immersed in one of the most complicated investigations she’s ever led, her team are caught up in a spate of sickening hate crimes. Kim is close to revealing the truth behind the murders, yet soon finds one of her own is in jeopardy – and the clock is ticking. Can she solve the case and save them from grave danger – before it’s too late?

Continuo a gostar desta colecção e este livro não me desiludiu. No entanto achei-o um pouco diferente… Neste temos mais uma espécie de continuação de outros, que até ao momento não a considerei tão significativa. O facto de a equipa estar a trabalhar em separado, também é algo estranho. Aparte disso, o policial é muito bom. Macabro, mas afinal a maioria deles também o é!

28
Ago
17

O Anjo da Morte

O Anjo da Morte, de M. J. Arlidge



Helen Grace, até aqui considerada a melhor detetive do país, é acusada de homicídio e aguarda julgamento na prisão de Holloway. Odiada pelas restantes prisioneiras e maltratada pelos guardas, Helen tem de enfrentar sozinha este pesadelo. Tudo o que deseja é conseguir provar a sua inocência. Mas, quando um corpo aparece diligentemente mutilado numa cela fechada, essa revela ser, afinal, a menor das suas preocupações.
Os macabros crimes sucedem-se em Holloway e o perigo espreita em cada cela ou corredor sombrio. Helen não pode fugir nem esconder-se por atrás do distintivo.
Precisa agora de ser rápida a encontrar o implacável serial killer… se não quiser tornar-se a sua próxima vítima.

Este livro foi uma autentica reviravolta! Afinal a nossa detective fica presa! Claro que nisto continua detective e continua a resolver crimes, mas como cenário um prisão! Adorei esta reviravolta!

26
Ago
17

Na Boca do Lobo

Na Boca do Lobo, de M. J. Arlidge



Quando a detetive Helen Grace encontra a vítima no chão, presa a uma cadeira, percebe que não se trata apenas de um jogo sexual que terminou mal — as provas demonstram que o agressor dispusera dos meios para libertar o seu refém, mas decidira não o fazer. Ao remover a fita adesiva do rosto da vítima, Grace reconhece-a: trata-se de alguém com quem mantinha um relacionamento de que ninguém pode saber. Helen inicia uma autêntica caça ao assassino, ao mesmo tempo que luta por manter a sua vida privada em segredo. Contudo, as várias pistas seguidas revelam-se infrutíferas, e surge um novo homicídio. Travando uma batalha contra o tempo, Helen enfrenta uma escolha impossível: confessar os seus segredos mais obscuros e perder o controlo do caso, ou ocultar a verdade e arriscar-se a cair numa armadilha?

Gosto muito desta detective, a sua forma de ser e de resolver crimes. Este livro continua a sua saga e não me desiludiu. Mais um bom policial!

24
Ago
17

A Vingança Serve-se Quente

A Vingança Serve-se Quente, de M. J. Arlidge

Na calada da noite, três violentos incêndios iluminam os céus da cidade. Para a detetive Helen Grace, as chamas anunciam algo mais do que uma coincidência trágica — este cenário infernal de morte e destruição revela uma ameaça nunca antes vivenciada.
No decurso da investigação, descobre-se que aquele que procuram não é apenas um incendiário em busca de emoções fortes — os atos criminosos denunciam um assassino meticuloso e calculista. Alguém que pretende reduzir as suas vítimas a cinzas…
Uma nuvem negra de medo e desconfiança estende-se sobre a cidade, à espera da faísca que provocará a próxima tragédia. Conseguirá Helen descobrir a tempo quem será a próxima vítima?

Adorei este policial. Foi difícil perceber quem seria a pessoa por detrás de tudo, e por isso fiquei cativada até ao final!

18
Ago
17

Um Estranho Lugar Para Morrer

Um Estranho Lugar Para Morrer, de Derek B. Miller



Sheldon, um judeu americano, parece ter chegado ao fim da linha. É viúvo, tem 80 anos, e revela sinais de demência. A filha, preocupada, decide levá-lo para Oslo, onde vive com o marido. Um dia, quando o deixa sozinho no apartamento, Sheldon ouve ruídos na escada. Percebe que é uma vizinha a ser perseguida, a tentar proteger desesperadamente um filho pequeno. A mulher acaba por ser morta selvaticamente. Mas o octogenário consegue, in extremis, esconder a criança dos perseguidores. É o ponto de partida de um romance onde tudo nos surpreende. Aos poucos, juntamos as peças do puzzle. Sheldon é afinal um ex-veterano da Guerra da Coreia, que há décadas vive num secreto inferno, a tentar expiar um crime involuntário. Num último esforço para se redimir, assume como missão salvar o filho da vizinha. Numa terra desconhecida para ambos, começa uma fuga épica, que os levará aos confins da Noruega – e uma perseguição implacável, movida por um gangue kosovar.

Não sei o que pensar deste livro. Não o classificava bem como romance, mas também não é propriamente um policial… Não foi um dos meus favoritos…

12
Ago
17

Eleventh Grave in Moonlight

Eleventh Grave in Moonlight, by Darynda Jones

A typical day in the life of Charley Davidson involves cheating husbands, missing people, errant wives, philandering business owners, and oh yeah…demons, hell hounds, evil gods, and dead people. Lots and lots of dead people. As a part time Private Investigator and full-time Grim Reaper, Charley has to balance the good, the bad, the undead, and those who want her dead. In this eleventh installment, Charley is learning to make peace with the fact that she is a goddess with all kinds of power and that her own daughter has been born to save the world from total destruction. But the forces of hell are determined to see Charley banished forever to the darkest corners of another dimension. With the son of Satan himself as her husband and world-rocking lover, maybe Charley can find a way to have her happily ever after after all.

Adoro esta colecção. Já tinha saudades desta rapariga, meia humana, meia deusa e muito muito louca! Para quem nunca leu um dela, recomendo!




Encomendas

Caso pretendam alguma peça tricotada por mim, é só entrar em contacto através do email (mamamartinho@gmail.com) com a informação do que pretendem, que eu irei responder.

Escreve o teu endereço de e-mail para seguir este blog e receber as notificações de novos posts por e-mail.

Junte-se a 547 outros seguidores

Categorias

Arquivos